Nossa História

ABC DE ITACURUÇÁ

ALLEN -- William Edison Allen (1892 - 
1985) pastoreou a igreja durante 26 anos, desde a sua fundação até 18/3/1962, quando se aposentou. Missionário da Junta de Richmond no Brasil, foi também professor do Seminário Teológico Batista do Sul do Brasil. O templo atual e também único da Igreja foi construído no seu ministério. O salão térreo tem o seu nome.
 

BATISTAS -- Os batistas surgiram no início do século 16 na Inglaterra, no interior do movimento puritano. Um grupo independente da Igreja Anglicana surgiu em 1609 e teve que imigrar para a Holanda, parte dele voltando a Londres. Daí se espalharam pela Europa e para os Estados Unidos, de onde vieram os primeiros missionários para o Brasil. Aqui a primeira igreja surgiu em 10.9.1871 em Santa Bárbara do Oeste (SP), espalhando por todo o país. Segundo o IBGE, cujo censo inclui familiares, há 3,1 milhões de batistas no Brasil.. 

CLUBE JOVEM -- De 1971 a 1990, sob a liderança da irmã Jacy de Oliveira Curvacho, a Igreja manteve o Clube Jovem, um ministério que visava a formação e a integração de adolescentes e jovens pobres da Tijuca. Em nossas dependências, recebiam atenção e educação, desde o ensino fundamental ao ensino técnico, além de alimento e orientação espiritual.

DUSILEK -- Darci Dusilek (1943 - 2007) pastoreou a Igreja de julho de 1995 a março de 1998. Paranaense, estudou no Rio de Janeiro e ensinou no Seminário do Sul, de onde saiu para Belo Horizonte, onde dirigia a organização Visão Mundial.

ESCOLA BÍBLICA DOMINICAL -- Desde sua origem, a Igreja mantém uma Escola Bíblica, para as diversas faixas etárias dos seus membros. As atividades de ensino são realizadas aos domingos, mas também em dias da semana.

FUNDAÇÃO -- A Igreja Batista Itacuruçá (inicialmente Igreja Batista de Itacurussá) foi organizada no dia 21 de fevereiro de 1936 no salão nobre do Edifício Judson do Colégio Batista (à entrada da rua José Higino, 416), com nove membros: William E. Allen, Watson, Anna e Benjamin, Watson, Paulo Andreas Schulz, John e Esther Riffey, Domingas Rosemback e José da Silva. O pregador da noite, em que se cantou o hino 304 ("Quero ser um vaso de bênção") do Cantor Cristão, foi o pastor José de Miranda Pinto (Igreja Batista do Méier). Presidiu a reunião o missionário A.R. Crabtree.

GRUPOS PEQUENOS -- Desde os anos 70, a Igreja contou com várias grupos pequenos, formais e informais, como grupos de ECO (Estudo, Compartilhamento e Oração), formados por adolescentes e jovens; Grupos de Convivência (majoritariamente formado por adultos) e GCE (Grupo de Crescimento Espiritual), destinado a fortalecer os recém-saídos da união de adolescentes. Esses grupos se reuniam geralmente nas casas dos seus membros. No presente, uma das enfases da igreja são os seus Grupos Familiares, que se reúnem semanalmente nas casas, para estudar a Bíblia e orar uns pelos outros.

HALLOCK -- Edgar Francis Hallock Jr (1916 - 2002) foi pastor auxiliar da igreja por 17 anos (1844 - 1961), mas manteve sua vida ligada à nossa Igreja até se aposentar, em 1986. Professor no Seminário do Sul e dirigente dos batistas na área educacional, pastoreou outras igrejas na cidade, inclusive a Primeira do Grajaú.

ITACURUÇÁ -- O nome da Igreja deriva dos antigos proprietários da área onde se encontra o seu templo. No início do século 20, a viúva do Barão de Itacuruçá (ou Itacurussá) resolveu lotear a chácara da família. Os batistas compraram 100 mil metros quadrados, para instalar na área um conjunto de instituições de ensino, inclusive o Colégio Batista.

LESSA -- Hélcio da Silva Lessa (1926-2009) foi o pastor que por mais tempo dirigiu a Igreja: 30 anos (1962-1992). Fluminense, foi recomendado pela Igreja ao Seminário do Sul, do qual se tornaria professor. Quando assumiu o pastorado da Igreja, acabara de voltar do campo missionário em Portutal onde serviu por nove anos.

MISSÕES -- A Igreja fundou sete missões (congregações). Quatro delas foram organizadas como igrejas autônomas: Liberdade (1968), Independência, hoje Usina (1968), Primeira do Grajaú (1978) e Getsêmani (2006) As outras três continuam ligadas à Igreja: Caçapava (1984), Rio do Sul, SC (2007) e bairro São Miguel, em São Gonçalo, RJ (2009). A Igreja participou ativamente do desenvolvimento das igrejas de Avelar (RJ), Frade (Macaé, RJ), Memória em Olímpia (SP) e Morro da Formiga (Tijuca) e Biguaçu (Santa Catarina, SC).

NATAL E PÁSCOA -- Como forma de se inserir na comunidade, desde 1992 a Igreja realiza um programa na praça em frente ao seu templo, a partir das escadarias. É o "Cantando o Natal", constituído de música coral e instrumental. A partir de 2003, a Igreja produz também o "Celebrando a Páscoa", no mesmo formado e com o mesmo objetivo. Há anos em que a atividade é realizada no interior do templo.

ONDINA E CARLOS ALMEIDA -- Ondina Almeida foi a primeira pessoa batizada na Igreja. Ela e seu marido (Carlos, batizado também em 1936) desenvolveram importante papel na igreja, inclusive liderando o movimento para manter a igreja autônoma, quando surgiu a idéia de ela ser subordinada a outra igreja. Carlos depois se tornou o administrador e tesoureiro da Igreja por várias décadas. Seus descendentes ainda são membros da Igreja.

PASTORES -- Além dos pastores Allen, Lessa e Dusilek, a Igreja teve pastores interinos, por ocasião das férias missionárias do titular Allen: S.L. Watson (1936), José Nigro (1936-1938), Paulo C. Porter (1944-1946), Page H. Kelley (1956-1959) e Ilgonis Janait (1959-1961), todos falecidos.

RÁDIO -- A primeira experiência da Igreja no rádio se deu de 1975 a 1979, quando manteve o programa Caminhos de Esperança na Rádio Copababana, veiculado diariamente das 9h15min às 9h30min. Desde outubro de 2001, a Igreja mantém o programa dominical "Momentos com Cristo" (7 às 8 da manhã) ao vivo pela Rádio Bandeirantes e pela internet.

TEMPLO -- A idéia de um templo (já que a Igreja se reunia no Colégio Batista) surgiu em 1939. Em 1950, o pastor Hallok lançou a pedra fundamental. Dois anos depois, o templo foi inaugurado. A Igreja tinha 300 membros. A Igreja projeta hoje outro templo, maior.


(Desenvolvido por Israel Belo de Azevedo a partir do livro A Serviço de Cristo, publicado pela Igreja em 1997)